Automação e Robotização - Fortalecimento em Tempos de Pandemia

INTRODUÇÃO

As indústrias, desde o início da pandemia, intensificaram as medidas de segurança e higienes existentes e implementaram medidas adicionais para proteção dos funcionários e de toda a cadeia produtiva. Algumas ações em comum foram: aferir temperatura, aumentar os pontos de higienização e diminuir o fluxo de pessoas.

Hoje parte das plantas no Brasil operam normalmente - a produção é necessária para abastecer a população. Os trabalhadores mantêm uma distância mínima entre si nas linhas de produção, nos refeitórios e nas demais áreas comuns para evitar quaisquer aglomerações.

Nesse cenário, a automação e a robotização ganham um importante destaque. A automação de processos e os robôs, por exemplo, podem tornar totalmente segura e eficaz a operação de uma planta com uma exposição mínima de seus funcionários.

A SNEF Brasil consegue aplicar a automação em sistemas de produção manuais, com produtos sem embalagem como já apresentado em publicações anteriores (Técnica tracking), mas também em sistemas de packaging, processos ainda em sua grande maioria executados de forma manual, com aglomeração de pessoas em áreas muitas vezes pequenas.

Automação

2. ROBOTIZAÇÃO NO SEGMENTO ALIMENTÍCIO

Para sistemas de manipulação manual há opções de robôs colaborativos ou industriais.

Através da escolha dos periféricos corretos, como sistema de visão, garras, equipamentos sob medida de pré-tratamento (alinhamento, empilhamento, etc.), existe flexibilidade de execução de processos para diferentes produtos, tamanhos, formatos, dureza e umidade. 

A tecnologia atual nos permite aplicações com máquinas robotizadas com óleos lubrificantes atóxicos (comestíveis) e com componentes certificados para o segmento alimentício — zero risco de contaminação.

Atualmente robôs podem reproduzir tarefas repetidamente durante anos sem nenhuma manutenção e com acessórios interligados a eles - a inteligência e decisões podem ser tomadas por eles, aumentando a eficiência produtiva.

Tela

3. AUTOMAÇÃO

Além da aplicação de robôs em linhas de produção, é importante a coleta dos dados em tempo real, visto que nem sempre os apontamentos são precisos e confiáveis. Os dados podem ser enviados como relatórios para quaisquer setores e pessoas (por meio de redes industriais) — assim há redução do fluxo de pessoas no processo.

Controles logísticos também podem ser implementados para a movimentação de matérias-primas ou produtos acabados garantindo o isolamento entre os setores.

Sistemas completamente automatizados podem ser controlados remotamente, de forma fácil e rápida com relatórios sobre falhas e alarmes, diretamente por mensagem de texto ou e-mails para responsáveis pela produção e manutenção. Assim, haverá a otimização no tempo dispendido entre o alarme e a resolução do problema com a garantia e registro da confiabilidade do sistema.


4. SOLUÇÃO

Nesse cenário de pandemia, a automação industrial e a robotização surgem como alternativas para garantir a operação de plantas industriais e minimizar a exposição dos trabalhadores ao coronavírus.

A SNEF Brasil possui corpo técnico capacitado para desenvolver células robotizadas, dispositivos e processos sob medida para a automação dos mais variados processos de produção, garantindo eficácia, padronização e produtividade. Como integradora, oferece soluções completas e sob medida - tecnologias integradas no conceito Indústria 4.0.